terça-feira, 30 de novembro de 2010

Eu chego no horário, pô.

Odeio me atrasar. Geralmente quando eu me atraso eu sempre me ferro, tipo na sexta feira que rolou o Youpix, eu sai de casa pra encontrar o pessoal 18hrs e cheguei às 19hrs e tive que descer a Augusta até a Av. Europa sozinha. Não que tenha sido ruim, eu adoro andar sozinha, em silêncio, eu e meus pensamentos, mas é legal andar em galera, principalmente quando é uma distância longa assim.

Fato é que eu faço as coisas no meu tempo. Pode demorar muito, ou nada, mas eu calculo exatamente quanto tempo eu vou precisar pra estar pronta, linda e cheirosa na hora certa. Aprendi isso com meu pai e, por mais que meu namorado diga o contrário, eu me cobro pontualidade até demais.

Pode parecer individualismo, mas eu gosto de controlar meu tempo, gosto de colocar o relógio pra despertar, enrolar um pouco na cama, tomar banho pra terminar de acordar e, aí sim, me preocupar com todo o resto. Funciona pra mim assim há uns bons anos, não vou mudar isso agora. Não entendo esse imediatismo também, tem tanta gente que se atrasa horrores e, opa, tá tudo bem. Eu tive um chefe que sempre atrasava pelo menos meia hora - ele era um amor de pessoa, mas nada pontual - e, por mais que eu brigasse com ele, esse era o hábito dele e pronto.

É claro que eu prefiro deixar tudo pronto antes, mas se bate a preguiça e eu sei exatamente o que fazer, não acho que eu precise correr pra deixar tudo pronto porque oh meu Deus vamos chegar atrasados e se chegarmos atrasados vamos morrer. Cara, eu queria chegar atrasado no dia da minha execução, sabe?

Não sei se é culpa do imediatismo dos outros ou da minha calmaria por ter sido criada num lugar e ambiente bem mais calmos (fora os gritos do meu pai pra ir logo), mas tudo que eu não quero é pressão em cima do que eu faço ou deixo de fazer na hora que eu faço ou deixo de fazer.

Não lembro onde li isso, mas "o relógio, além de te mostrar as horas, te escraviza" e prefiro acreditar que muitas pessoas, principalmente aqui em São Paulo, são tão agarradas ao relógio que perdem tanto tempo preocupadas com a hora que nem vêem a hora passar de verdade.

Um comentário:

Alessandro Andrade ALEH disse...

Eu me atraso em quase tudo. E pior que me sinto mal com isso... =/

Mas nem sempre.

Postar um comentário

Não me responsabilizo por seus comentários, independente de você ser ou não alguém na night.
Isso aqui é uma ditadura e comentários ofensivos são deletados.